Arquivo do mês: maio 2011

A vida

Um dia, perguntaram um monge muito sábio: “Escuta, o que é que vocês fazem lá no mosteiro? O que é que vocês fazem lá dentro? ” O monge então coçou a barba e disse assim: ” Lá dentro, lá, a gente cai, levanta, cai, levanta, cai, levan- ta, até o dia em que Nosso Senhor voltar. E quando Ele voltar, Ele vai ver que nós caímos e estamos acabando de levantar. E vai nos levantar definitivamen- te.”

Na vida, a cada cair e levantar, compreendemos melhor o Amor de Deus. Nossa, como em minha vida, Deus através de sua Graça em mim, não deixou que caísse em tentação. Agradeço muitíssimo ao Senhor. As pessoas acham que nós cristão somos perfeitos e que não erramos…engano! A diferença é que nós odiamos o pecado e lutamos sempre contra ele. E quando caímos por um certo motivo, pe- la Graça de Deus, não mais caímos por esse mesmo motivo. Somos tentados a fazer o errado a todo momento, mas a cada queda que sofremos, quando levan- tamos, a Graça de Deus cresce em nós, e daí passamos a viver mais e mais segun- do a vontade de Deus, segundo seu Amor. E com total certeza, perseverando ve- remos que as quedas diminuirão.

Faço minhas as palavras do padre Paulo Ricardo:

Nós precisamos fazer uma reflexão a respeito da felicidade, o que é a felicidade? Todos os seres humanos. Marcados pelo pecado origi- nal, tem sempre um canto de sereia. É. Sim, trata-se de uma tenta- ção, uma tentação perversa, demoníaca, que diz assim: seja feliz. Procure a felicidade aqui na terra. É buscando esta felicidade que o alcoólatra se embriaga, que o drogado se entorpece, que a prostituta se destrói, que o adúltero acaba com a sua família, que o homosse- xual mendiga afeto, de relação em relação. É buscando essa felicida- de que nós vivemos uma vida de tantas desventuras nessa terra. No entanto, Nosso Senhor não prometeu felicidade pra ninguém aqui. Ele prometeu sim, felicidade no céu. Ele disse: Eu vou prepararvos um lugar. Na casa do Meu Pai há muitas moradas. Na casa do Pai, existem muitas moradas porque diversas são as cruzes que cada um tem que carregar. Haverá uma morada para você também. Deixa eu dizer pra você, existe um lugar no céu com o teu nome escrito. E eu gostaria que esse lugar não ficasse vazio. Que você chegasse lá, meu filho. Eu gostaria que você chegasse lá. Por isso, vamos nos ajudar mutuamente. Você reza por mim, eu rezo por você. Eu vou caindo por aqui, você cai por aí. Quedas diferentes, é verdade. Mas é atra- vés do cair e levantar-se que nós um dia chegaremos no céu.

Anúncios

Nossa Senhora de Medjugorje – Rainha da Paz

Conheça um pouco da história das aparições de Nossa Senhora em Medjugorje (Bosnia-Herzegovina) desde o seu início, a partir da palestra dada pela vidente Mirjana  no dia 03/05/2011:

No dia 24 de junho de 1981, vocês sabem que 24 de junho é o dia da festa de São João Batista e todos os dias de festa são sempre respeitados pela paróquia de Medjugorje. Ivanka e eu tínhamos 14, 15 anos. Nós não íamos trabalhar nos campos neste dia. Nós nos encontramos e caminhamos para fora da vila juntas, caminhando pela estrada aos pés do Podbrdo, conhecida hoje como a colina das aparições. Em um certo momento, Ivanka disse: “acho que Nossa Senhora está sobre a montanha.”, mas eu não me incomodei em olhar porque era o tempo do regime comunista na ex-Iugoslávia. Nós íamos à Missa sempre aos domingos, mas não muitas vezes na semana. A vida religiosa acontecia dentro das nossas casas, em nossas famílias. Nós rezávamos o Rosário juntos todas as tardes com os nossos pais, mas nós não podíamos falar sobre isto na escola, porque outras crianças poderiam repetir em suas casas e então poderíamos ter problemas em nossa família. Eu não sabia sobre Lourdes, sobre Fátima. Eu pensava que Nossa Senhora estava no Paraíso, e nós rezamos para Ela, mas que Ela já esteve sobre a terra nestes dois mil anos, eu não sabia. Então quando Ivanka disse que achava que Nossa Senhora estava sobre a montanha, eu respondi de uma maneira dura: “OK, Como se Nossa Senhora não tivesse nada melhor para fazer do que vir aqui sobre a colina para eu e você vêLa. Não diga coisas tolas.” Então eu estava caminhando de volta em direção à vila. Quando cheguei quase onde estavam as primeiras casas da vila, algo mais forte do que eu me fez dar a volta e retornar. Quando eu voltei, eu vi Ivanka parada no mesmo local e ela me disse: “olhe agora”. Eu olhei para cima da colina e eu vi, no meio das rochas, uma moça jovem com uma criança nos braços. Ela estava com um vestido cinza. Isto era estranho porque ninguém subia naquela colina, certamente não no verão, certamente não uma mulher com uma criança, certamente não com um vestido longo. Agora existe um caminho até o topo da colina, mas foi feito pelos pés de milhões de peregrinos. Depois este caminho foi alargado. Eu estava confusa. Eu também me lembrava que a mãe de Ivanka tinha falecido dois meses antes. Eu corri e disse para minha avó que achava que tinha visto Nossa Senhora. Minha avó disse que era melhor eu rezar o Rosário. Vá para a sua casa e reze. Deixe Nossa Senhora ficar onde Ela está, no Paraíso. Eu realmente fiz o que minha avó pediu. Eu não tinha forças de discutir com ela. Eu precisava ficar sozinha. Eu queria ficar em oração. Então eu passei a noite toda em oração. Foi a única maneira que consegui encontrar paz. No dia seguinte eu fui ajudar meu tio nos campos. Eu não tive chance de ver os outros videntes, mas estava de tarde, como um dia antes quando vi Nossa Senhora, quando chegou próximo da hora, eu senti a necessidade em meu coração de ir lá. Eu precisava ir até os pés da colina, então meu tio veio comigo. Quando chegamos lá, já estavam metade da vila em uma multidão. Com cada vidente, algumas pessoas os seguiram. Então nós vimos Nossa Senhora mais uma vez. Desta vez Nossa Senhora não veio com a criança nos braços. Este dia era 25 de junho. Foi realmente a primeira vez que nós estávamos próximos de Nossa Senhora. Ela se apresentou e nos disse: “Meus filhos, não tenham medo de Mim. Eu sou a Rainha da Paz.”

Então as aparições começaram. Somente por pouco tempo as aparições aconteceram Continuar lendo

A Resposta Católica – vídeos

O vídeo postado hoje no Resposta Católica da Bíblia Católica News intitulado “Orientação a um homossexual”  não é destinado apenas aos homossexuais. O padre Paulo Ricardo transmite um mensagem perfeita sobre a vida para todos nós. Assista abaixo:

Veja aqui a lista de todos os outros vídeos já elaborados pelo padre. E para acompanhar os novos , acesse seu site Christo Nihil Praeponere ou o site da Bíblia Católica News. Muito boa a iniciativa!

Os Mandamentos de Deus

O 1° mandamento é: “Amarás o Senhor teu Deus com toda a tua força e com toda a tua alma“. Mas para que os mandamentos do Senhor tenham efei- to na nossa vida, nós precisamos ouvir a voz e a vontade de Deus. É necessário ouvirmos, pois a Palavra de Deus é luz para nossos passos, é libertação. E quem quer ser liberto precisa ouvir a vontade de Deus. E quem ouve a Palavra de Deus é semelhante a um homem sábio. Quando entramos em uma livraria, vemos que as prateleiras estão lotadas de livros de “auto-ajuda”-  todos estão procurando a- juda – mas, na verdade, eles estão procurando sabedoria.

E o homem sábio é aquele que firma a sua casa no Senhor. A Palavra de Deus realiza a sua eficácia porque a ouvimos. Você só será feliz se você praticar a Palavra de Deus. Ouvindo a Palavra de Deus, precisamos ter a intenção de pra- ticá-la.

Existe uma passagem bíblica que diz que um pai tinha dois filhos. Ele chamou o primeiro e disse: “Filho vai trabalhar na vinha“.E o filho respondeu dizendo que sim, mas não foi. O pai chamou o segundo, mas esse respondeu que não, mas no final acabou indo. Qual deles obedeceu ao pai? O segundo, porque fazer a vonta- de do Pai, muitas vezes não implica fazê-la com a boca, mas obedecer com o co- ração.

Mestre, que devo fazer de bom para alcançar a vida eterna?

E eis que, aproximando-se dele um jovem, disse-lhe: Bom Mestre, que bem farei para conseguir a vida eterna? E ele disse-lhe: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. Se queres, porém, entrar na vida, guarda os mandamentosDisse-lhe ele: Quais? E Jesus disse: Não matarás, não co- meterás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho; Honra teu pai e tua mãe, e amarás o teu próximo como a ti mesmo. Disse-lhe o jovem: Tudo isso tenho guardado desde a minha mocidade; que me falta ainda? Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me. E o jovem, ouvindo esta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades.
(Mateus 19: 16-22)

Vemos que a primeira coisa que temos que reconhecer é que Deus é bom, que Deus é amor. A única razão que justifica estarmos aqui é que Deus é bom. E por Ele ser bom e te amar demais, Ele te trouxe até aqui para te agraciar.

Compreenda melhor os mandamentos, com Prof. Felipe Aquino:

Introdução
1º –  Amar a Deus sobre todas as coisas
2º –  Não tomar o seu Santo Nome em vão
3º –  Guardar domingos e festas de guarda
4º –  Honrar pai e mãe
5º –  Não matar
6º –  Não cometerás adultério
7º –  Não roubar
8º –  Não levantar falso testemunho
9º –  Não desejarás a mulher do teu próximo
10º- Não cobiçar as coisas alheias

Estes dez mandamentos resumem-se em dois:

«Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente. Este é o maior e o primeiro dos mandamentos. E o segundo é semelhante ao primeiro: amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a Lei e os Profetas.»
(Mt 22: 37-40)

Para melhor compreendê-los, acesse o Catecismo da Igreja Católica e o Wiki Canção Nova.

Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida

O Evangelho de hoje é sensacional ! Lendo ele, dentro de mim, sinto uma alegria enorme , e com o sensacional comentário de São Boaventura…fico sem palavras! Nosso Deus é um deus maravilhoso, que muuuito nos ama!

Quando Santo Agostinho questionou Santo Ambrósio: “Como encontrar a ver- dade em um homem?” A resposta de Santo Ambrósio foi: “Nenhuma pessoa encontra a verdade, mas é a verdade que encontra a pessoa; e a verdade é o encontro com Deus. E isso só é possível por Jesus!”.

Evangelho de hoje:

“Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus; crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fosse, como teria dito Eu que vos vou preparar um lugar? E quando Eu tiver ido e vos tiver preparado lugar, virei novamente e hei-de levar-vos para junto de mim, a fim de que, onde Eu estou, vós estejais também. E, para onde Eu vou, vós sabeis o caminho.» Disse-lhe Tomé: «Senhor, não sabemos para onde vais, como podemos nós saber o caminho?» Jesus respondeu-lhe: «Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode ir até ao Pai senão por mim.”

(João 14:1-6)

Comentário ao Evangelho do dia feito por  São Boaventura (1221-1274), franciscano, doutor da Igreja (Itinerário da mente para Deus, VII, 1-2, 4, 6 ):

Aquele que volta propositada e completamente os olhos para Cristo ao vê-Lo pregado na cruz, com fé, esperança e caridade, devoção, admiração, regozijo, reconhecimento, elogio e júbilo, esse celebra a Páscoa com Ele, ou seja, põe-se a caminho para atravessar o Mar Vermelho graças à bengala da cruz (cf Ex 14,16). Ao deixar o Egipto, entra no deserto para aí provar o «maná escondido» (Ap 2, 17) e repousar com Cristo no túmulo, exteriormente como morto, mas experi- mentando – na medida em que os seus progressos lho permitem – o que foi dito na cruz ao malfeitor companheiro de Cristo: «Hoje mesmo estarás comigo no Paraíso» (Lc 23,43). […]

Nesta travessia, se queremos ser perfeitos, importa abandonar toda a especula- ção intelectual. Qualquer ponta de desejo deve ser transportada e transformada em Deus. Eis o segredo dos segredos, que «ninguém conhece excepto aquele que o recebe» (Ap 2,17). […] Se procuras saber como é que isto se produz, interroga a graça e não o saber, a tua aspiração profunda e não o teu intelecto, o gemido da tua prece e não a tua paixão pela leitura. Interroga o Esposo e não o professor, Deus e não o homem.

Pensamentos – Parte I

Alguns pensamentos do fundador dos Missionários Redentoristas, Santo Afon- so Maria de Ligório.

  • Quando te sentires triste, invoca Jesus, e Ele te confortará. Se a maldade te arrasta, chama-o e Ele virá em tua ajuda. Se te encontras apático na fé, conta-lhe e Ele te devolverá o fervor. Se te ataca a desconfiança, seu nome te dará esperança. E se desejas terminar a vida com a graça de seu santo nome nos lábios, acostuma-te a pronunciá-lo desde agora.
  • Quereis o amor? Pedi-o.
  • O Senhor é pródigo em distribuir seus dons, mas, sobretudo, é pródigo em dar o amor a quem o procura, porque este amor é o que Ele, mais do que tudo, exige de nós.
  • Toda a santidade e toda a perfeição de uma pessoa consistem em amar a Jesus Cristo, nosso maior bem, nosso Salvador.
  • Todas as coisas deste mundo acabam, os prazeres e os sofrimentos; mas a eternidade nunca tem fim.
  • Perdido Deus, tudo está perdido.
  • Só o pecado se deve temer.
  • Estejamos certos de que, querendo o que Deus quer, estamos querendo o nosso maior bem.
  • É coisa certa: Deus não quer senão o que é melhor para nós.
  • Muitas pessoas desejam chegar à união com Deus, mas não querem as dificuldades que Deus permite.
  • Quem deseja que Deus seja todo seu, deve dar-se totalmente a Ele.
  • É um grande erro dizer como alguns dizem: Deus não quer que todos sejam santos. São Paulo ensina: “Esta é a vontade de Deus, a vossa santificação”.
  • No mundo há ao mesmo tempo muitos padres e poucos padres; há muitos de nome, mas poucos em realidade. O mundo está cheio de padres, mas há poucos que procuram verdadeiramente sê-lo por seu trabalho, isto é, que cumprem o dever e as obrigações de um padre para salvar as almas.
  • O Verbo eterno de Deus se fez homem; de grande se fez pequeno; de senhor, escravo; de inocente, culpável; de poderoso, fraco; de todo para si, todo para todos; de bem-aventurado, sofredor; de rico, pobre; de altíssimo, humilhado.
  • Quem reza se salva, quem não reza se condena. Todos os santos se salvaram e se santificaram pela oração.
  • Sem oração não há vitória!
  • A caridade é aquele tesouro infinito que nos faz amigos de Deus.
  • Da oração depende a nossa mudança de vida, o vencer das tentações; dela depende conseguirmos o amor de Deus, a perfeição, a perseverança e a salvação eterna.
  • Quem não tem Deus, não tem nada; quem tem Deus, tem tudo.

Fonte: Pe. Sérgio Luiz e Silva, C.Ss.R.

A bandeira da Europa

Em 1950, o Conselho da Europa abriu um concurso para a elaboração da bandei- ra da recém-nascida comunidade européia.

Arsene Heitz, artista de 80 anos, de Strasbourg, apresentou vários projetos e um deles representando 12 estrelas sobre fundo azul; foi esta que ganhou.


Onde se foi inspirar o artista? Naquela altura andava a ler a história das apari- ções de Nossa Senhora na Rue du Bac em Paris, que hoje é conhecida com Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. O artista inspirou-se na imagem de Nossa Senhora da Conceição, que representa a figura do Apocalipse: a mulher vestida de sol, a lua debaixo dos pés e na cabeça uma coroa de 12 estrelas.

Claro está, que nem as estrelas, nem o azul da bandeira da Europa são propria- mente símbolos religiosos. Neste sentido Paul Lévy, primeiro diretor dos servi- ços de imprensa e informação do Conselho da Europa, quando explicou aos membros da Comunidade Econômica o sentido do desenho, interpretou o nú- mero das doze estrelas como o algarismo da plenitude, já que na década de 50 não eram 12 nem os membros do Conselho da Europa nem os da Comunidade Européia.

E, talvez sem dar por isso, esta insígnia proposta por Heitz foi adotada oficial- mente no dia 8 de Dezembro de 1955.

São muitas coincidências, casualidades, para que não nos seja difícil descobrir, por entre as dobras da  bandeira dos europeus, o sorriso e o carinho de Nossa Senhora Rainha da Europa, disposta a dar-nos uma mão neste desafio lançado pelo Papa de recristianizar o Velho Continente.